DM Benefícios
Slide
Slide
Slide
Slide
Murucupi
Governo do Estado
previous arrow
next arrow

Detran instala radares em rodovias com altos índices de acidentes, incluindo a PA 151 em Barcarena

O principal objetivo dessa medida é intensificar a fiscalização e reduzir os riscos de acidentes nas estradas do estado.

Na última segunda-feira, 29, entraram em operação 24 novos dispositivos de controle de velocidade instalados pelo Departamento de Trânsito do Estado (Detran) em diversas rodovias paraenses. O principal objetivo dessa medida é intensificar a fiscalização e reduzir os riscos de acidentes nas estradas do estado.

Os radares estão distribuídos em várias rodovias, abrangendo diferentes municípios. Entre eles estão a PA 150, em Ipixuna do Pará; BR 222 e PA 150, em Marabá; PA 242 e 127, em Igarapé-Açu; PA 151, em Igarapé-Miri; PA 252 e 409, em Abaetetuba; PA 151, em Barcarena; PA 252 e 140, em Concórdia do Pará; PA 252, em Moju; PA 322 e 251, em São Miguel do Guamá; PA 451, em Tomé-Açu; PA 159, em Breves; PA 127, em Maracanã; PA 124, em Salinópolis e PA 140, em Santa Izabel. Esses equipamentos foram devidamente aferidos e aprovados pelos órgãos competentes, estando programados para operar em tempo integral.

Os radares são do tipo fixo, atuando como controladores e redutores de velocidade, com a finalidade de fiscalizar o limite máximo de velocidade da via ou de pontos específicos, devidamente sinalizados por meio de placas R-19. Motoristas devem estar atentos, pois a velocidade permitida varia entre 40 e 60 quilômetros por hora, dependendo da localização.

O radar possui a importante função de garantir a segurança no trânsito, evitando o excesso de velocidade e, consequentemente, o aumento de acidentes com lesões graves e mortes. Conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), transitar acima da velocidade pode incorrer em infração média à gravíssima, com multa e até suspensão do direito de dirigir. 

O diretor técnico-operacional do Detran, Bento Gouveia, explica que a implantação dos radares leva em consideração os estudos técnicos que mostram trechos e rodovias com maior índice de acidentes ou que costumam registrar excesso de velocidade e ultrapassagens perigosas que podem colocar a vida em risco e que, por isso, necessitam de intervenção dos órgãos de trânsito. 

O diretor reforça que em trechos críticos e de vulnerabilidade aos usuários da via, onde os índices de sinistros são crescentes, os radares são essenciais para salvar vidas. “O excesso de velocidade está entre as principais causas de atropelamentos e de acidentes graves, envolvendo pedestres e ciclistas. Por isso, o Detran tem investido nessa tecnologia de controladores de velocidade, pois o monitoramento eletrônico é essencial para salvar a vida de todos os usuários do trânsito”, considera o diretor.

*Com informações da Agência Pará

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nos envie uma mensagem

Governo do Estado
DM Benefícios
Slide
Slide
Slide
Slide
Murucupi
previous arrow
next arrow