DM Benefícios
Slide
Slide
Slide
Slide
Murucupi
Governo do Estado
previous arrow
next arrow

Telessaúde realiza capacitações com profissionais da saúde em Barcarena

A prefeitura, em parceria com a UFPA, promove a implantação do Telessaúde, capacitando profissionais da saúde para melhorar a acessibilidade e eficiência dos cuidados médicos em Barcarena.

A prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde – Semusb, através de convênio com a Universidade Federal do Pará – UFPA, está implementando o serviço de Telessaúde em Barcarena. A iniciativa, que já está capacitando médicos para essa modalidade, tem como objetivo melhorar a acessibilidade e eficiência dos cuidados médicos na região.Na manhã desta terça-feira (09), a coordenadora geral do projeto, Profa. Dra. Socorro Castelo Branco e equipe realizaram capacitações com os médicos da rede municipal de saúde sobre os serviços disponibilizados na plataforma telessaúde.ufpa.br. 

Nesse primeiro dia de capacitação, o médico responsável pela interlocução no município de Barcarena, Dr. Paulo Henrique da Silva, e os demais médicos da Atenção Primária à Saúde (APS) do município participaram da capacitação para aprenderem a utilizar os serviços de teleconsultoria e telediagnóstico da plataforma do Telessaúde UFPA/Ebserh. O objetivo da atividade é desenvolver um sistema de fluxo de uso contínuo dos serviços do projeto, contribuindo, assim, para a melhoria da qualidade dos atendimentos de saúde da população de Barcarena.

A programação de capacitações continuará nos próximos dias, conforme divulgado. Amanhã, 10 de janeiro, os médicos da rede municipal de saúde seguirão sendo treinados na plataforma, enquanto nos dias 11 e 12, enfermeiras(os) e gestores também serão capacitados para otimizar o uso do Telessaúde UFPA/Ebserh.

A implementação do Telessaúde em Barcarena, oferecerá  benefícios significativos, tanto para os profissionais de saúde, quanto para pacientes, dentre esses, a redução do tempo de espera para diagnósticos e tratamentos, assim como a diminuição da necessidade de deslocamentos extensos para centros médicos.

O procedimento prático envolve o médico clínico, que, por meio da plataforma, encaminha os casos dos pacientes a especialistas, conforme mencionado no segundo release. Em um prazo máximo de 72 horas, o médico recebe uma resposta, indicando se a situação pode ser tratada na atenção básica ou se requer encaminhamento para regulação, já classificado por risco e prioridade.

Com informacoes do Telessaúde UFPA/Ebserh

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nos envie uma mensagem

Governo do Estado
DM Benefícios
Slide
Slide
Slide
Slide
Murucupi
previous arrow
next arrow