DM Benefícios
Slide
Slide
Slide
Slide
Murucupi
Governo do Estado
previous arrow
next arrow

Usina Solar Mendubim, no RN, inicia operações e passa a fornecer energia limpa para Alunorte

A usina solar Mendubim, no estado do Rio Grande do Norte, no Brasil.
A refinaria adquirirá aproximadamente 60% da energia gerada pela usina por meio de um contrato de compra de energia (PPA) de 20 anos.

A usina solar Mendubim, no estado do Rio Grande do Norte, começou suas operações comerciais, marcando um avanço importante na transição para fontes de energias renováveis no Brasil. Desenvolvida em parceria pela Scatec, Equinor e Hydro Rein, a central solar de 531 megawatts (MW) está agora fornecendo eletricidade para a refinaria de alumina Alunorte, em Barcarena, no Pará.

“Estamos entusiasmados em concluir o primeiro projeto de energia renovável da Hydro Rein no Brasil. Nossa missão é desenvolver soluções de energia renovável para indústrias mais sustentáveis ​​e a Mendubim faz exatamente isso. A maior parte da produção de energia irá para a refinaria de alumina da Hydro, Alunorte, no Pará, apoiando um dos maiores projetos de descarbonização do mundo. Estamos muito orgulhosos de participar deste desenvolvimento junto com a Equinor e a Scatec”, afirma o chefe da Hydro Rein, Olivier Girardot.

A Alunorte adquirirá aproximadamente 60% da energia gerada pela usina por meio de um contrato de compra de energia (PPA) de 20 anos, enquanto o restante será vendido no mercado de energia brasileiro. Carlos Neves, vice-presidente de operações da Alunorte, destacou o papel fundamental deste projeto na jornada da empresa rumo à redução das emissões de carbono.

“Temos um roteiro muito robusto para a descarbonização para produzir alumina mais verde na refinaria Alunorte, o que nos levará a ser uma das refinarias com menor emissão de carbono no mundo até 2030 e atingir zero emissões até 2040. Com este projeto reforçamos o compromisso da Hydro de fornecer produtos de alumínio com zero carbono aos clientes e a Alunorte é um importante facilitador da ambição geral de emissões líquidas zero de carbono até 2050”, afirmou o vice-presidente.

Todos os três parceiros têm um interesse económico igual de 30 por cento no projecto. Em conjunto com o início das operações comerciais, a Alunorte exerceu sua opção de compra e passou a deter os 10% restantes.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nos envie uma mensagem

Governo do Estado
DM Benefícios
Slide
Slide
Slide
Slide
Murucupi
previous arrow
next arrow