DM Benefícios
Slide
Slide
Slide
Slide
Murucupi
previous arrow
next arrow

Acusado de atropelar e matar professora Zalene, se apresenta à polícia

Disse que era ele que estava ao volante do veículo naquele fatídico dia, mas nega que tenha tido a intenção de atropelar, tão pouco matar a mulher e que não lembra de muita coisa.

Francisco Santos o “Marlon” de 45 Anos, acusado de atropelar e matar a professora Zalene Souza de 55 anos, em 08/05, véspera do dia das mães em vila dos cabanos, se apresentou na manhã de hoje (17/05) na delegacia da polícia civil de vila dos cabanos, acompanhado de um advogado.

 

 

O veículo Fiat Uno, Ano 2003/2004, que o acusado conduzia no dia do fato, também foi apresentado a polícia hoje e apreendido.

 

As câmeras de segurança do município, sob a responsabilidade da secretaria municipal de segurança, colaboram bastante para a elucidação deste caso, bem como, as demais câmeras dos supermercados Matheus e Líder.” disse o Delegado titular de Vila dos Cabanos Nicholas Lima.

 

Marlon, disse que naquele dia, naquele momento, após ter passado o supermercado Matheus, e seguido em direção do líder, passou pela lombada de pedestres, foi quando percebeu que tinha batido alguém, segundo ele, diminuiu a velocidade e ao olhar para trás, viu sua vítima caída, e disse que não parou para socorrer a vítima, porque naquele momento ele entrou em pânico, ficando atordoado, não lembrando o que fez após o atropelamento.

 

Lembra apenas que após ter atropelado a professora seguiu direto e dobrou na contramão da Germano Aranha, ao lado do Líder. Com medo de um possível linchamento popular resolveu fugir para a cidade de Goianésia do Pará, ou seja, que após o fato, teria ido direto para a cidade.

 

Mas segundo já apurou a polícia, Marlon, após o acidente não foi diretamente para Goianésia, minutos após o acidente, chegou a se dirigir a um lava-jato, onde solicitou a lavagem do veículo para tirar possíveis marcas de sangue do veículo.

 

Disse à polícia que só ficou sabendo do falecimento de sua vítima, a noite pelas redes sociais. Informou a polícia que fugiu para Goianésia no mesmo sábado do acidente.

 

O portal de notícias manteve contato por telefone, com o conceituado Advogado Dr. Jairo Pereira, que foi profissionalmente contratado para defender o acusado. Nos confirmou que apresentou seu cliente a polícia hoje, bem como o veículo utilizado por ele.

 

Disse que seu cliente é habilitado, dirigindo já acerca de 27 anos e nunca teria participado de um acidente de trânsito dessa natureza. Informou que seu cliente estaria com uma velocidade regular pra via, naquele momento, e com intuito de desfazer parte do linchamento virtual que seu cliente vem passando nas redes sociais, disse que seu cliente não estava dirigindo na contramão no momento do acidente, como muitos estão escrevendo nas redes.

 

Meu cliente comprou o carro naquele dia, ele foi testar o carro, saiu de uma lombada, passando o supermercado Matheus, onde do outro lado é algo da antiga telemar, e infelizmente, ao sair da lombada veio atingir a professora“, conta o Advogado Jairo Pereira.

 

Ele afirma que não viu ninguém, foi algo incrível, como se tivesse ficado cego na hora“, completa o Advogado.

 

Indagado porque ele não socorreu a vítima após o impacto, disse que seu cliente não socorreu a vítima por ter entrado em pânico na hora.

 

Ele viu algumas pessoas chegando no local, ele pensou em procurar um abrigo e pedir para alguém ir lá e socorrer a mulher. Mas ele estava em pânico, até hoje, ele está muito abatido, está sob remédio controlado“, informa o Advogado.

 

Para uma pessoa de bem, passar por uma situação dessa é muito delicado, muito triste, uma pessoa de bem não sai de sua casa com a intenção de matar alguém e voltar pra casa rindo, e quem conhece o Marlon, sabe que ele é uma pessoa de bem“, diz o Advogado.

 

Dr. Jairo, afirma que seu cliente não ingere bebida alcoólica, tão pouco faz uso de entorpecentes. “Ele vive pro trabalho é muito família“, diz.

 

O Advogado conta que seu cliente, está muito abalado, e que não vai fugir de suas responsabilidades, mas sabe também que jamais teve a intenção de causar estrago irreparável no lar de uma família, de deixá-la enlutada.

 

O advogado aproveitou a oportunidade para falar que já estão sendo tomadas as providencias cabíveis quanto as ameaças que ele (seu cliente) e família estão sofrendo, tanto nas redes sociais, quanto em grupos de WhatsApp. “Meu cliente já está à disposição das autoridades competentes, da justiça, e só o estado pode fazer a chamada e esperada justiça“, completa Dr. Jairo.

 

Meu cliente lamenta muito o que aconteceu, muito mesmo, ele está abalado sim, mas sabe que não é maior que a dor da família enlutada, ele sabe disso e se une ao sentimento da família“, encerrou o Advogado.

 

No dia do fato, a professora pedalava sua bicicleta no trecho entre os supermercados líder e Matheus, em vila dos cabanos. Professora Zalene, completou idade no domingo (2/5), seis dias antes de perder a vida neste grave acidente.

 

No momento do fato, ela estava acompanhada de uma de suas duas filhas, que pedalava outra bicicleta.

 

A polícia irá ouvir mais uma testemunha para concluir o inquérito e encaminhá-lo a justiça.

 

O acusado deverá responder por homicídio culposo, ou seja, onde o autor, não tinha a intenção de matar, com a majorante de omissão de socorro. Marlon, vai responder ao processo em liberdade.

 

 

 

Fonte:www.blogdocarlosbaia.com.br

Compartilhe:

Governo do Estado 1
Governo do Estado 3
Governo do Estado 2
DM Benefícios
New Fortress
ASF
Búfalo Brasil
Dm Benefícios
Murucupi
previous arrow
next arrow

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nos envie uma mensagem