DM Benefícios
Slide
Slide
Slide
Slide
Murucupi
previous arrow
next arrow

Codec recebe projeto industrial de verticalização mineral de empresa-âncora para a ZPE de Barcarena

Indústria mineradora pretende processar minérios extraídos do território do estado, com a produção a ser destinada à exportação, e ainda gerar resíduos industriais que servirão como importantes insumos por outras indústrias do Pará.

A Companhia de Desenvolvimento do Pará (CODEC) reuniu com representantes da empresa BRAVO Mineração, que pretende se implantar como uma das empresas-âncora da futura Zona de Processamento de Exportação de Barcarena. O encontro, que deu continuidade às tratativas iniciadas com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Mineral do Estado (SEDEME), buscou atualizar os investidores sobre o estágio em que se encontra o processo do novo projeto ZPE a ser apresentado no Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviço (MDIC).

O plano da BRAVO Mineração visa a integração vertical da produção de metais preciosos, buscando agregar valor ao produto final voltado predominantemente para exportação. A proposta foi discutida em detalhes durante a reunião, atualizando os investidores sobre o progresso do projeto ZPE. Pádua Rodrigues, Diretor de Estratégias e Relações Institucionais da Codec, destacou a conformidade do projeto com as diretrizes e legislação da ZPE, alinhando-se aos esforços estaduais para a verticalização da produção mineral.

“O projeto industrial apresentado pela Bravo Mineração atende aos requisitos legais para ser aceito para uma zona de processamento de exportações, inclusive na condição de 2°. empresa-âncora  da ZPE de Barcarena. Além disso, é um projeto que vai diretamente ao encontro da política de atração de investimentos para a verticalização da principal cadeia produtiva do estado: a produção mineral”, enfatizou o Diretor de Estratégias e Relações Institucionais da CODEC.  

A BRAVO Mineração iniciará suas operações na própria mina em Curionópolis, onde produzirá concentrados metálicos de níquel, platina, paládio, ródio e ouro, utilizando energia de carga de base estável, para a qual a maioria das energias renováveis não são adequadas. Com isso, a empresa conseguirá  utilizar energia de forma sustentável, minimizando os impactos ambientais. 

O resultado desse processamento a empresa produzirá a matéria-prima a ser utilizada na planta industrial a ser instalada na ZPE de Barcarena, alimentando a refinaria e um smelter, onde será aplicado processo de enriquecimento dos produtos, para geração de um matte de níquel e platinóides (platina, paládio e ródio) para uso industrial.

Como subprodutos do refino e da fundição serão gerados dois subprodutos, a escória de fundição e o ácido sulfúrico, insumos importantes para as indústrias de cimento e de fertilizantes já instaladas no Estado do Pará. O fato destes insumos virem a ser comercializados regionalmente, trará maior competitividade às cadeias produtivas de cimento e fertilizantes ambas as cadeias produtivas.

“A Bravo pretende utilizar energias renováveis, como a solar, para reduzir a demanda energética, principalmente em áreas de operação adequadas a tais aplicações. Isso inclui oficinas mecânicas, escritórios e outras áreas de apoio resultantes da siderurgia, cujo destino será  a escória do processo siderúrgico, melhorando a qualidade e competitividade dos produtos, processo que se alia aos esforços de sustentabilidade ambiental”, enfatizou Pádua Rodrigues.

O Codec desempenhará um papel crucial no projeto, facilitando a aproximação entre a BRAVO Mineração e outros investidores específicos nos subprodutos gerados: “Também planejamos nos articular com outras indústrias do  segmento de fertilizantes e de cimento em Barcarena e outros municípios, para aproveitar os subprodutos que serão gerados pelo projeto”, disse o Diretor de Atração de Investimentos e Negócios da Companhia, Manoel Ibiapina.

Vantagens de instalação em uma ZPE- A Zona de Processamento e Exportação (ZPE) de Barcarena oferece uma variedade de benefícios que conferem excepcional vantagem competitiva dos produtos no mercado, como, benefícios fiscais, agilidade alfandegária, liberdade cambial e outras vantagens administrativas. Essas prerrogativas estão em conformidade com o Novo Marco Legal da ZPE no Brasil, previsto pela Lei 14.184, de 14.07.2021, representando uma medida crucial de política pública para atrair empreendimentos exportadores para o estado do Pará.

Fonte: Codec

Compartilhe:

Governo do Estado 1
Governo do Estado 3
Governo do Estado 2
DM Benefícios
New Fortress
ASF
Búfalo Brasil
Dm Benefícios
Murucupi
previous arrow
next arrow

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nos envie uma mensagem